18 novembro 2009

A Magia de Mário Quintana

PROJETO DE PREFÁCIO

Sábias agudezas... refinamentos...
- não!
Nada disso encontrarás aqui.
Um poema não é para te distraíres
como com essas imagens mutantes de caleidoscópios.
Um poema não é quando te deténs para apreciar um detalhe
Um poema não é também quando paras no fim,
porque um verdadeiro poema continua sempre...
Um poema que não te ajude a viver e não saiba preparar-te para a morte
não tem sentido: é um pobre chocalho de palavras.
Mario Quintana

4 comentários:

ney disse...

Ele nos encantou a vida com sua bela poesia. ney.

Fernanda disse...

Olá amiga Heli,

Lindo o poema que escolheu.
A poesia tem que deixar algo dentro de nó, um ensinamento, uma emoção, senão de nada serve, sem dúvida.

Beijos
Fernanda Ferreira

Amiga hoje à festa no Sempre Jovens, se puder passe lá.

heli disse...

Ney.
O que eu lamento é que muitas pessoas não descobriram esse tesouro que a poesia possui.
Estive observando as pessoas ao meu redor e vejo que são pouquíssimas as que dão valor à poesia...

heli disse...


Você disse bem.A poesia tem que deixar algo dentro de nós.Pena que poucos a valorizam...
Obrigada pela presença constante.
Já vou fazer uma visita ao seu blog,
beijos
heli