06 outubro 2009

Poema Enjoadinho - Vinícus de Moraes


Primeira participação...

Sempre achei esse poema do Vinícius muito bonito. Não é piegas, comum a outros textos do mesmo tema, mas realista, bem construido e engraçado. Dedicado à Heli, que apesar de ter passado por esse "gênero" há tempos, acredito que nesse momento ela tenha voltado a se envolver no "clima" do Poema Enjoadinho.

Filhos... Filhos?
Melhor não tê-los!
Mas se não os temos
Como sabê-lo?
Se não os temos
Que de consulta
Quanto silêncio
Como os queremos!
Banho de mar
Diz que é um porrete...
Cônjuge voa
Transpõe o espaço
Engole água
Fica salgada
Se iodifica
Depois, que boa
Que morenaço
Que a esposa fica!
Resultado: filho.
E então começa
A aporrinhação:
Cocô está branco
Cocô está preto
Bebe amoníaco
Comeu botão.
Filhos? Filhos
Melhor não tê-los
Noites de insônia
Cãs prematuras
Prantos convulsos
Meu Deus, salvai-o!
Filhos são o demo
Melhor não tê-los...
Mas se não os temos
Como sabê-los?
Como saber
Que macieza
Nos seus cabelos
Que cheiro morno
Na sua carne
Que gosto doce
Na sua boca!
Chupam gilete
Bebem shampoo
Ateiam fogo
No quarteirão
Porém, que coisa
Que coisa louca
Que coisa linda
Que os filhos são!

6 comentários:

heli disse...

Sid.
Pois é Sid.Filhos são benção de Deus em nossas vidas.Dão muito trabalho, mas sempre há uma compensação para toda essa trabalheira.
Tenho quatro filhos e tive muito trabalho para criá-los e ainda tenho muitas preocupações em relação a eles.A noite, muitas vezes perco o sono, pensando neles e em seu problemas...

Volto sim, a envolver-me no clima do do Poema Enjoadinho, é isso está me trazendo muitas alegrias.

Abraços carinhosos e parabéns pela escolha da postagem.

heli

Dulce disse...

Sid

Excelente começo. Parabéns! Não poderia ter feito melhor escolha. Tanto pelo poeta escolhido quanto pelo tema em doce homenagem à nossa querida Heli que vive um dos momentos mais lindos da vida de qualquer mulher.
Um abraço

Carlos Albuquerque disse...

Não conheço o Sid, mas vou dar uma passada pelo seu blog.De certo vou gostar. Quem gosta e escolhe Vinicius, estou do lado dele. Vinicius o meu poeta, sempre!
O Poetinha nunca escreveu piegas. Ele foi sempre o POETA dos sentidos..., da vida como ela é.
A Heli gostou, tenho a certeza.
Um abraço, Sid.

Graça Pereira disse...

Que poema lindo..."Melhor não tê-los"... e depois como sabemos a riqueza que eles são?!
Parabens pela escolha de Vinicius e do poema. Um beijo Graça

Fernanda disse...

Olá Sid!

Adoro Vinicius, acabei de dizer isso à mimha querida Dulce, mas não conhecia este.
Obrigada por partilhar :)

Sou mãe de um só menino, de 30 anos ^_^ um homem feito, mas sempre será o meu menino lindo.

Foi tudo difícil, desde a gravidez, parto em que quase morremos ambos, depois o Pedro ficou com trauma do parto e mãe com depressão pós parto...mas com a ajuda do José ( o super maridão) ele cresceu feliz e é hoje a alegria da nossa vida.
Tudo vale a pena, como se diz aqui, quando a alma não é pequena.

Boas vindas e parabéns.

Abraço
Fernanda (Ná)

Sid disse...

Gente, obrigado! Mas que a palavra de vocês chegue até o coração do Poetinha, esteja ele onde estiver. Uma pena que vão-se os bons e ficam os ruins... Não vou citar o nome, mas o cara fica lá em Brasília...