26 outubro 2009

Iniciando uma nova semana com os versos de Fernando Pessoa.

DA MINHA ALDEIA

Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver no Universo...
Por isso a minha aldeia é tão grande como outra terra qualquer
Porque eu sou do tamanho do que vejo
E não, do tamanho da minha altura...

Nas cidades a vida é mais pequena
Que aqui na minha casa no cimo deste outeiro.
Na cidade as grandes casas fecham a vista à chave,
Escondem o horizonte, empurram o nosso olhar para longe
de todo o céu,
Tornam-nos pequenos porque nos tiram o que os nossos olhos
nos podem dar,
E tornam-nos pobres porque a nossa única riqueza é ver.

Alberto Caeiro(heterônimo de Fernando Pessoa)

8 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA HELI, BELÍSSIMO POEMA... ADOREI...!
ABRAÇOS DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

heli disse...

Fernandinha.
Nos versos do poeta, a grandiosidade da vida...
Boa semana para ti.
beijos de carinho
heli

Carlos Albuquerque disse...

Alberto Caeiro (Fernando Pessoa). Que bela sugestão, para início da semana. É curioso, Heli, estou relendo o "Livro do Desassossego", de Bernardo Soares, outro heterónimo de Pessoa!
BJS

heli disse...

Carlos.
Há sempre uma surpresa quando lemos o que Fernando Pessoa nos deixou.Eu estou lendo uma de suas obras poéticas:Quadras ao gosto popular.Falar de Fernando Pessoa não é apenas falar do maior poeta da língua portuguesa do século XX, mas é também de uma personalidade extremamente controvertida(como a de todo gênio)e de uma obra vasta-afinal, Pessoa é vários poetas nun só.
Boa semana,
heli

Tânia Meneghelli disse...

Heli,

Ah, o que dizer desta maravilha de Fernando Pessoa? Poema lindo, verdadeiro, eterno...

Belíssima maneira de começar a semana!

Beijoca!

Fernanda disse...

Amiga Heli,

Este é um dos mesu poemas favoritos de Alberto Caeiro (F.P.)
Tenho-o no meu Blogue Na Casa do Rau, num dos primeiros posts que publiquei.

Beijinhos

heli disse...

Tânia
Fico feliz com a sua presença e com um comentário tão carinhoso.
vamos aos poucos nos conhecendo e nos encontrando na blogosfera.
Apareça sempre.
boa semana.
heli

heli disse...

Ná.
Carinhosa como sempre.
Também adoro esse poema.Ele fala da vida, vivida de modo significativo.Basta saber "viver" o que temos ao nosso redor para que omundo seja melhor.
beijos, com carinho,
heli