27 abril 2009

A Poesia de Mario Quintana

Canção Para Uma Valsa Lenta

Minha vida não foi um romance...
Nunca tive até hoje um segredo.
Se me amas, não digas, que morro
De surpresa... de encanto... de medo...

Minha vida não foi um romance
Minha vida passou por passar
Se não amas, não finjas, que vivo
Esperando um amor para amar.

Minha vida não foi um romance...
Pobre vida... passou sem enredo...
Glória a ti que me enches a vida
De surpresa, de encanto, de medo!

Minha vida não foi um romance...
Ai de mim... Já se ia acabar!
Pobre vida que toda depende
De um sorriso... de um gesto... um olhar...

2 comentários:

Fernanda Ferreira disse...

Que poesia mais linda... comovente porque é representativa das nossas vidas...

Obrigada amiga Dulce,
Fernanda Ferreira

Dulce disse...

Fernanda,

Sou eu quem agradece sua presença em nosso cantinho e suas palavras.
Por isso amo e respeito os poetas; eles falam por nós, fazem-nos perceber sentimentos que por vezes nem queremos admitir, ou mostram-nos o que não conseguimos exprimir ou definir... E nisso, Mario Quintana é embatível.

Beijinhos

Dulce