01 abril 2009

A PARÁBOLA E A VERDADE


Dizem que a Verdade andava pelo mundo, visitando os homens, sem roupas e sem adornos, tão nuas quanto seu próprio nome. Por isso, todos os que a viam, viravam-lhe as costas, de vergonha ou de medo e ninguém lhe dava as boas-vindas. Assim, a verdade percorria os confins da terra, rejeitada e despreza.

Numa tarde, muito desolada e triste, encontrou a Parábola que passeava alegremente, num traje belo e muito colorido.

- Verdade, porque está tão abatida? - perguntou-lhe a Parábola.

- Porque devo ser muito feia, já que os homens me evitam tanto.

- Que disparate - riu a Parábola. - Não é por isso que os homens a evitam. Tome, vista algumas das minhas roupas e veja o que acontece.

A verdade pôs algumas das lindas vestes da Parábola e, de repente, por toda a parte por onde passava era bem-vinda.

Moral da história?


A verdade é que os homens não gostam de encarar a Verdade nua e crua. Preferem-na disfarçada!


(Conto Judaico)


2 comentários:

heli disse...

É "verdade" Dulce, as vezes é muito difícil encarar a VERDADE, mas sempre achamos que somos autênticos e "verdadeiros".
Eu, pelo menos tento ver a verdade dos fatos, mas nem sempre isso acontece, tenho lá os meus deslizes...

Dulce disse...

Heli,
Concordo com você, pois nem sempre é fácil enfrentar uma verdade nua e crua, mas há certa mentiras que me deixam ofendida...
E deslizes? quem não os tem??? rs...