07 agosto 2009

Gripe H1N1(Clique aqui)

Pois é...
Alguns assuntos são difíceis de ser tratados pela seriedade com que se apresentam.
Aqui em Curitiba, todas as aulas estão suspensas.
Problema maior é a falta de informações sobre a real situação do crescimento no número de casos da gripe H1N1. .
Sei que há muitas outras cidades enfrentando o mesmo tipo de problema.
Para quem desejar saber como está a situação da Educação aqui em Curitiba, acesse o site:
http://www.cidadedoconhecimento.org.br/cidadedoconhecimento/

10 comentários:

Dulce disse...

Heli

Estou longe da TV e das estações de radio do Brasil e dos jornais só o que chega pela net, mas reparou como as noticias sobre numero de casos diminuiram? Deixaram de ser manchete?
Veja, não foi o numero de casos, mas sim as noticias que diminuiram. Por que será?
Ou sera impressão minha? Talvez por estar longe não tenha uma visão correta do momento por ai.

Fernanda disse...

Olá Heli!

Aqui em Portugal o número de pessoas infectadas está a crescer assustadoramente, há já dois casos em estado grave (risco de vida).

A Vacina não está disponível nem para todos os que estão expostos a contágio..não sei, mas estou apreensiva.

Beijinho
Fernanda

heli disse...

Dulce.
O que mais está nos preocupando (e talvez isso seja necessário para que a população não entre em pânico) é que há um número considerável de mortes acontecendo, mas que não estão sendo comunicados pela imprensa.
A situação está saindo do controle das autoridades sanitárias. Hoje recebemos orientações de como deveremos proceder em relação aos alunos, caso à volta as aulas venha a acontecer no prazo previsto pelas Secretarias de Saúde e da Educação. Aqui em Curitiba, estão paralisadas as aulas em todos os graus e todos os níveis. As Universidades estão todas paralisadas e a previsão de retorno ainda é incerta.
Parece-nos que no Paraná a situação está mais complicada que em outros estados, mas as informações reais não estão sendo repassadas para a população.
Há indícios de paralisação de todos os setores da indústria e do comércio.
Está feia a coisa!

heli disse...

Fernanda.

Só na minha cidade há a confirmação de 20 mortes causadas pela A1N1. A situação está muito mais grave do que parece. Nosso sistema de saúde é precário e há médicos que não querem mais atender aos pacientes com a suspeita da gripe suína. Sabe-se que já morreram até médicos em Curitiba, pois a doença é muito grave. Esperamos que novas medidas preventivas sejam adotadas, pois a situação é grave vem crescendo assustadoramente por aqui também.

ney disse...

Tenho observado, aqui no Estado e Município, uma grande mobilização das autoridades e entidades de educação e saúde, pública e privada, avaliando e buscando, em conjunto, as melhores decisões a serem tomadas, tendo sido, novamente, adiada as aulas para o dia 17. Há propostas, inclusive, no sentido de se determinar, oficialmente, medidas a respeito. ney/

**Bya** disse...

Tem sido um verdadeiro sinal vermelho mundialmente.

heli disse...

Ney.
Aqui também há muitas propostas de se tomar novas medidas a respeito da gripe A1N1, mas acho que essas medidas devem ser tomadas com a maior brevidade possível.Só no Paraná há mais de 2 mil casos suspeitos.

heli disse...

Bya.
É um sinal vermelho sim, e não estamos preparados para enfrentar esse problema.

Jardeco7 disse...

Nao adianta suspender as aulas se as pessoas continuam se relacionando nos locais de trabalho, bancos, centros comerciais, cinemas, teatros...
Que aposta que está morrendo muito mais gente do que está sendo divulgado, tem grande chance de ganhar a aposta.

heli disse...

Jards.

Eu concordo plenamente contigo. Parar somente as aulas não vai resolver o problema.
Já existem orientações através das Secretarias da Educação e da Saúde sobre medidas preventivas que devam acontecer “nas escolas” num possível retorno as aulas. Algo totalmente impossível de acontecer, tendo em vista as condições de muitos estabelecimentos de ensino não contarem com infra- estrutura apropriada para que essa prevenção se efetive. Nas orientações repassadas foi sugerido que TODOS os alunos lavem as mãos com água e sabão ao entrar na escola e em seguida façam uso do álcool gel, sendo que este não se encontra mais no mercado e ainda mais que teve um aumento de 900% em alguns estabelecimentos comerciais.TODOS os alunos deverão lavar novamente as suas mãos antes de fazer o lanche e depois do intervalo do recreio.As escolas possuem poucas torneiras...Vai ser uma fila enorme de alunos esperando a sua vez de lavar as mãos...
Todas as maçanetas das portas devem ser higienizadas, sem contar as demais formas de descontaminar carteiras, lixeiras e todos os demais objetos utilizados.Os alunos não poderão trocar de lugares e usar máscaras caso estejam gripados .
Essa é apenas uma pequena parte que caberá à escola, mas e os demais locais de livre acesso de pessoas que possam estar contaminadas?