23 junho 2009

Nesta Véspera de São João, a poesia de Manoel Bandeira


Profundamente

Quando ontem adormeci
Na noite de São João
Havia alegria e rumor
Estrondos de bombas luzes de Bengala
Vozes, cantigas e risos
Ao pé das fogueiras acesas.

No meio da noite despertei
Não ouvi mais vozes nem risos
Apenas balões
Passavam, errantes

Silenciosamente
Apenas de vez em quando
O ruído de um bonde
Cortava o silêncio
Como um túnel.
Onde estavam os que há pouco
Dançavam
Cantavam
E riam
Ao pé das fogueiras acesas?

— Estavam todos dormindo
Estavam todos deitados
Dormindo
Profundamente.

*Quando eu tinha seis anos
Não pude ver o fim da festa de São João
Porque adormeci

Hoje não ouço mais as vozes daquele tempo
Minha avó
Meu avô
Totônio Rodrigues
Tomásia
Rosa
Onde estão todos eles?

— Estão todos dormindo
Estão todos deitados
Dormindo
Profundamente.


6 comentários:

heli disse...

É lindo esse poema, Dulce.
Com certeza, os poetas são pessoas iluminadas.Sabem dizer palavras encantadoras de modo simples, cheios de vida!!
Valeu pela postagem.
Bjs.
Heli

Chris disse...

Oies!!!
Tudo bem? Vim avisar que seu bloguinho é destaque lá no MagiaGifs!!! Parabéns pelo lindo blog!
Um super beijo
Chris
www.magiagifs.com.br

Dulce disse...

São sim, Heli,

São iluminados e iluminam assim nossos caminhos...
Beijos

Dulce disse...

Chris,

Que bom saber disso, muito obrigada.
Obrigada também pela visita, e volte sempre, estamos sempre de braços abertos para receber os amigos.
Beijos

Dulce disse...

Chris
Estamos agradecendo o lindo selo com que presenteou o Chega-junto.
Já o colocamos em nosso blog.
Gratos,

Heli, Jards, Ney e Dulce

ney disse...

Sim, agradecemos o selo. Viva São João e a poesia de Manoel Bandeira. E São João é padroeiro aqui de Niterói, vai ter muita festança e comemoração, e um feriado municipal. Chegando junto num abraço a todos/ney.