13 julho 2010

NÃO CHEGANDO JUNTO COM A CADEIA ALIMENTAR




fotos ney (clique para ampliá-las)
Se dependesse de mim acabaria a cadeia alimentar. Detesto ver um animal pegando o outro. Uma dessas aranhas pegou um mosquito, a outra acho que está só construindo um casulo para os filhotes.
Ontem vi aqui próximo à janela um gavião tentando chegar no ninho do bem-te-vi. O pássaro defendia bravamente o ninho e filhotes, dando rasantes sobre o gavião. Cantos agressivos daqui e dali, desci e joguei pedaços de terra endurecida para a copa da árvore, o gavião foi embora (rs).

7 comentários:

Suziley disse...

Lindas fotos, Ney. A cadeia alimentar na natureza é muito agressiva mas é assim...é luta pela sobrevivência. Mesmo assim há uma ordem, um porquê e nada é desperdiçado ou desrespeitado. Eu também não gosto de ver um animal caçando o outro. Um bom dia, abraço ;)

Bya disse...

Belas fotos adorei em tudo existe um certa magia que acompanha...Lindo

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Ney concordo com você , embora saiba ser a cadeia alimentar funcionando, isso também me dá a maior angústia.
Um abraço

ney disse...

Obrigado, amigos, pela presença e comentários, pela força, por essas trocas. Pois é, acho mesmo essa cadeia alimentar meio cruel, mas deve ser o jeito que o Criador/Criação encontrou para a conservação e renovação da vida.
Mas estou de olho no gavião, se voltar vou lá outra vez (rs).
Pior mesmo é ver a violência dos ditos "humanos". Abraços/ney.

Claudio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claudio disse...

Amigo, conhece a estória do Reformador da Natureza? Uma fábula antiga conta o seguinte:

Um homem se deitou à sombra de uma jabuticabeira. Olhando para os frutos daquela árvore indagou:

- Mas porque uma árvore tão frondosa possui frutos tão pequenos? Enquanto isso, aquelas belas melancias se esparramam pelo chão lodoso. Não, não é nem um pouco sábia essa Natureza. Se pudesse, eu colocaria as melancias como frutos desta árvore tão bela.

Neste exato momento, uma jabuticaba lhe caiu sobre o nariz. O homem comentou:

- Bem, acho melhor deixar as melancias onde estão...

Abraço!

ney disse...

Pois é, amigo, a natureza é mesmo sábia. Abraço/ney.