18 janeiro 2010

GOSTO QUANDO ME FALAS DE TI... (clique aqui)


Aos olhos de hoje pode parecer um amor possessivo, mas conhecendo o autor, sabemos que fala do amor romântico, intenso, de época. E o autor foi capaz de escrever de todos os sonhos e realidades, que alcançam os dias de hoje, e de sempre. ney.

2 comentários:

O Profeta disse...

O troar do trovão, esta incessante chuva
As estrelas choram todas as mágoas na terra
Onde param os Anjos, porque não nos acodem os Santos
O mal e o bem porfiam esta eterna guerra

As casas do sul ruiram todas
Tal como a esperança desesperada
Toquei no rosto de uma criança triste
Senti uma paz surgir do nada


Mágico beijo

ney disse...

Obrigado pela sua presença amiga. Lindo seu texto, fui ler íntegra, e no seu blog logo queremos ler todos os outros. Poesia, alma, vida, identidades, o lado humano e sensível que deseja um mundo melhor. Abraço/ney.