31 outubro 2010

Aguardo...


foto ney (clique para ampliá-la).

Mas enquanto ela não chega, vou acrescentar a esta postagem um texto do J.G. de Araujo Jorge que explica bem essa espera:
"A Espera"
Ela tarda... E eu me sinto inquieto, quando julgo vê-la surgir, num vulto, adiante, - os lábios frios, trêmula e ofegante, os seus olhos nos meus, linda, fitando... O céu desfaz-se em luar... Um vento brando nas folhagens cicia, acariciante, enquanto com o olhar terno de amante fico à sombra da noite perscrutando... E ela não vem... Aumenta-me a ansiedade: - o segundo que passa e me tortura, é o segundo sem fim da eternidade... Mas eis que ela aparece de repente!... - E eu feliz, chego a crer que igual ventura bem valia esperar-se eternamente!...
J. G. de Araujo Jorge

4 comentários:

DORA disse...

ADOREI SEU BLOG BEM INTERATIVO E DIVERSIFICADO....
SE VC GOSTAR DO MEU SERÁ UMA HONRA VER VC ME SEGUINDO..
ABRAÇOS

ney disse...

DORA,
Obrigado pela presença amiga, pelo comentário, por estar chegando junto. E vamos sim nos acompanhar pela blogosfera, trocando, somando, aprendendo.
Lá no seu blog eu não vi onde postar um comentário (ou não estou sabendo fazer). Abraço/ney.

Luís Coelho disse...

Quando se ama a espera é dolorosa mas ao mesmo tempo sentimo-nos felizes.

o reencontro é simplesmente maravilhoso.

ney disse...

Obrigado, Luis Coelho, pela presença amiga e comentário, chegando junto através desse imenso oceano. Abraço/ney.