20 fevereiro 2010

Versos de criança.


Vai já pra dentro menino!
Vai já pra dentro estudar!
É sempre essa lengalenga
Quando o que eu quero é brincar...
.
Eu sei que aprendo nos livros,
Eu sei que aprendo no estudo,
Mas o mundo é variado
E eu preciso saber tudo!
.
Há tempo pra conhecer,
Há tempo pra explorar!
Basta os olhos abrir,
E com o ouvido escutar.
.
Aprende-se o tempo todo,
Dentro, fora, pelo avesso,
Começando pelo fim
Terminando no começo!
.
Se eu me fecho lá em casa,
Numa tarde de calor,
Como eu vou ver uma abelha
A catar pólen na flor?
.
Como eu vou saber da chuva
Se eu nunca me molhar?
Como eu vou sentir o sol,
e eu nunca me queimar?
.
Como eu vou saber da terra,
Se eu nunca me sujar?
Como eu vou saber das gentes,
Sem aprender a gostar?
.
Quero ver com os meus olhos,
Quero a vida até o fundo,
Quero ter barros nos pés,
Eu quero aprender o mundo!
.

Pedro Bandeira

8 comentários:

Amapola disse...

Bom dia.
Bravo!!!

Que maravilha...

Um grande abraço.

heli disse...

Bom dia, Amapola.Que bom poder contar sempre com a sua presença por aqui


Pedro Bandeira é um escritor brasileiro de livros infanto-juvenis.É o autor de literatura juvenil mais vendido no Brasil (vinte milhões de exemplares até 2006) e, como especialista em letramento e técnicas especiais de leitura, profere conferências para professores em todo o país. É autor de setenta e sete livros publicados, entre eles títulos consagrados como a série Os Karas, A marca de uma lágrima, Agora estou sozinha…, A hora da verdade e Prova de Fogo.

Wanderley Elian Lima disse...

Acredito Heli que todos nós passamos por isso quando criança, até vi a minha mãe brigando comigo rsrsrs
Grande abraço

ney disse...

Sempre encontramos um jeito de aprender do nosso jeito, vivenciando todos os momentos. Ainda bem que somos teimosos. Belo texto. ney/

heli disse...

Wanderley.
Também vi minha mãe brigando comigo e eu brigando com os meus filhos...ehehehe
Grande abraço,
heli

heli disse...

É verdade Ney.
Quando lembramos da nossa infância, vemos que aprendíamos muito através das nossas travessuras.
Somos teimosos sim, e continuamos aprendendo a cada dia algo novo.
beijo,
heli

Tânia Meneghelli disse...

Oi Heli!

Poema delicioso, que traz à tona lembranças maravilhosas. Como é bom ser criança, né?

Beijoca, querida!

heli disse...

Oi Tania.
Como é bom ser criança, não ter que se preocupar com o dia de amanhã.A criança vive o hoje...sabe brincar, inventar, sabe viver...
Gosto muito das poesias do Pedro bandeira.Ele escreve poemas deliciosos.
beijos