09 maio 2010

NO PORTAL DO TEMPO (clique aqui)








fotos ney (clique para ampliá-las.
Tem horas que queremos viajar no tempo, ou somos de alguma forma motivados... imagens, sons, paladares, cheiros, saudades, amores. Até no contexto científico sempre despertou o interesse humano. Inúmeros filmes nos levaram por essas viagens no tempo, como ALGUM LUGAR DO PASSADO, DE VOLTA PARA O FUTURO e tantos outros. Sempre se falou em máquina do tempo. Somos elos de uma corrente em movimento, de um caminhar da humanidade, cheia de mistérios, sonhos, sentimentos. A internet não deixa de ser um pouco essa imaginária máquina, na telinha a nossa frente podemos enveredar por muitos caminhos.
Hoje talvez tenha sido a natureza (um dia chuvoso e cinza); ou as emoções do DIA DAS MÃES, embora um domingo alegre em família (almoço com filhos e netos), meus pais já não estão conosco. Mas valem os bons sentimentos, essa aventura da vida, o infinito sem passado, presente e futuro, e se perdemos algo, também existem luzes e belezas. Diz bem a música POESIA (Cazuza/Frejat): Letra e música no link acima (clicando no Título), ou no endereço que segue - http://www.youtube.com/watch?v=Vrb8TDz1krE&feature=related

8 comentários:

Gsk disse...

Sei como vc se sente. Parece que tudo se agrava quando se escuta músicas antigas. Mas minha vontade é de voltar a um passado onde eu não existia ainda, mas não pra viver lá por muito tempo pq gosto do meu presente, gosto das pessoas que conquistei até os dias de hj, por elas não abro mão do hj pra pensar no passado...não por muito tempo. X]
Abraço!

Gsk disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gersika Garrido disse...

meu blog atual é o gskgarrido.blogspot.com [entrei com a conta errada]. Abraço!

ney disse...

Gersika,
Obrigado pela presença amiga e pelo comentário. Concordo com você, a ida ao passado é mais pelas boas lembranças, saudades, pelas nossas identidades, conhecê-lo para que a história não se repita no que foi ruim.
A humanidade avançou, temos mais conforto, vivemos mais, o mundo vai se entendendo mais livre e democrático, vão caindo as falsas ideologias e tiranias. Só precisamos e cuidar melhor da NATUREZA.
Adoro essa tecnologia de ponta sem a qual nem estaria aqui. Interagimos com o universo, nos tornamos mais integrados e humanos. A internet nos tirou da poltrona e nos colocou no mundo, aprendendo, trocando, crescendo.
Ainda bem que sempre ficará esse mistério da Criação, seremos eternos aprendizes, a meta seria o fim, tudo perderia a graça. Assim de passagem nos renovamos e conquistamos a eternidade.
Estaremos nos acompanhando nessa blogosfera, somando, percebendo, constatando, conscientizando, buscando os melhores caminhos, os eus mais autênticos, nos libertando, evoluindo.
Umas idas ao passado para matar as saudades, manter os laços, os elos, as identidades. Ir ao futuro vai ser mais difícil, mas é um desafio a mais para ir em frente, e pensando bem já é futuro (rs).
Valeu mesmo, acabei motivado, incentivado, e falando de montão.
Abraço/ney.

Tânia Meneghelli disse...

Olá Ney!

Gostei demais dessa postagem, especialmente porque me identifico com o que você diz.

Sou bastante sinestésica e, como você, meus sentidos se aguçam ao menor sinal de alguma experiência que eu já tenha vivido, seja por meio dos sons, da visão, de cheiros e do paladar.

Às vezes tenho a impressão de sentir saudade até mesmo do que não vivi diretamente, acredita nisso? Isso acontece quando vejo filmes épicos (que adoro!), tenho a sensação de que participei daquilo de alguma forma. E olha que sou bem cética!

Seu texto faz a gente refletir bastante, muito legal isso.

Beijoca!

ney disse...

Pois é, Tânia, vai ver é esse ceticismo que nos leva a querer ir mais dentro de tudo, sem fechar questão com nada, tipo verdades absolutas. Como eternos aprendizes deixamos fluir a grandeza da Criação, os sentidos, as razões e emoções... se não vamos ter mesmo todas as respostas, fica o encanto por tudo. Abraço/ney.

Marliborges disse...

Olá, Ney.
Adorei esse post. Concordo com o teu pensar. São nossas perdas e ganhos. A vida é assim, e vamos caminhando alegres e tristes, tristes e alegres. A dualidade nos acompanha. bjssssss

ney disse...

Olá, Marli.
Obrigado pela presença amiga, pelo comentário, interagindo, somando. E vamos nós alegres e tristes buscando viver essa aventura da vida da melhor forma possível. Abraço/ney.